Pesquisa
.: Home
.: Contato
.: Mensagens para ler
.: Mensagens em Áudio
.: Textos de outros
.: Ouça online
.: Links interessantes
.: Aconselhamento
.: English version
.: Pesquisa
.: Recomende
Aconselhamento
Enviar para um amigo | Versão para impressão | Voltar |  Recomendar
Prometi nunca mais entrar numa igreja...
Encontro com a Vida

Obrigado por nos escrever e que bom que nosso programa na rádio tem feito bem ao seu coração.

Não sei o que foi que aconteceu que fez você prometer que nunca mais entraria em uma igreja, mas uma coisa eu gostaria que você tivesse absoluta certeza: Deus ama você! Ele nunca deixou de amar você ou de se importar com a sua vida.

Algumas vezes, nós confundimos aqueles que falam em nome de Deus com o próprio Deus. Mas, ninguém nunca foi tão mal representado neste planeta como o Pai Celestial. Na verdade, o único que o revelou, verdadeiramente, foi Jesus. Jesus é a imagem do Deus invisível, a exata expressão do Deus Criador. Ele é Deus que se fez homem e habitou entre nós. Daí que se eu quiser conhecer a Deus, eu preciso olhar para a Pessoa de Jesus.

Eu entendo que você possa ter se decepcionado com a igreja. A igreja é formada por homens e mulheres falhos, imperfeitos, quebrados e desesperadamente necessitados da graça de Deus. Só que, muitas vezes, ela esquece disto e começa a agir como se fosse perfeita e capaz de controlar os interesses de Deus na terra.

A verdade, como disse um pregador do passado, é que somos todos mendigos dizendo a outros mendigos onde encontramos pão. Somos maltrapilhos. Todos nós mancamos, todos nós temos falhas, todos nós somos tentados, todos nós erramos, todos nós sofremos, todos nós choramos, todos nós sentimos medo, dúvidas e ficamos sem entender as coisas muitas vezes. Somos humanos. Somos gente.

Quando a igreja esquece que tudo no Evangelho é apenas acerca de Jesus e de Seu imenso amor por nós, ela perde sua direção. O Evangelho é que Deus estava em Cristo reconciliando consigo os homens e nos confiou a palavra da reconciliação. É Deus se vestindo de carne e sangue humanos e se fazendo servo. É o Rei vestido com uma toalha lavando os pés dos Seus discípulos. Não é um movimento, um império, uma empresa, uma filosofia e nem uma religião. É Deus, se fazendo homem, em Jesus, e clamando, ensanguentado, do alto de uma cruz: Pai, perdoa-lhes, porque eles não sabem o que fazem. É Jesus gritando, na cruz: Está consumado! Está feito! Está pago!

Na cruz, Ele riscou a dívida que era contra nós e a encravou na cruz. Não só isto, mas Ele desarmou os poderes das trevas, os expondo ao completo desprezo. A Bíblia diz que Jesus se tornou participante de carne e sangue, para se tornar semelhante aos seus irmãos, para que por Sua morte, destruísse aquele que tinha o poder da morte, a saber, o diabo, e libertasse todos os que, pelo medo da morte, estavam presos à escravidão por toda a vida. Gente que, por medo, nem vivia e nem morria.

É aí que o Evangelho são boas notícias. Deus nos ama. Jesus deu Sua vida por nós. E Ele reina soberano e absoluto sobre todas as coisas. Não um Deus que nos cobre sacrifícios ou que faça barganhas em troca de Sua atenção, Seu amor ou Suas bençãos; mas um Deus que diz que tudo foi consumado naquela cruz, de uma vez por todas e para todo sempre. Jesus fez e está consumado. O sacrifício foi o de Jesus e tudo que recebemos de Deus é através de Sua graça, de Seu favor que nós nunca merecemos, não merecemos e jamais vamos merecer. Não há trocas, nem compensações, nem Isaques, nem sacrifícios para serem oferecidos a Deus. Jesus já fez por nós. É isso que o Evangelho significa. O que existe é gratidão e a entrega sincera, honesta e verdadeira de nossas vidas a Ele, em amor e vida. Nós o amamos, porque Ele nos amou primeiro.

Daí que a fé que eu tenho, eu a tenho, para mim mesmo, perante Deus. O meu relacionamento com Deus é leve, livre, sadio e verdadeiro. Não é uma tortura, não é a viagem da culpa, não é uma busca eterna de agradar Alguém que nunca se satisfaz. Nós somos os filhos amados de Deus, em quem Ele tem prazer. E isso, por causa de Jesus. Somos aceitos nEle. Somos amados nEle.

A igreja é simplesmente aquela comunhão de pessoas com quem seguimos a Jesus, juntos, no caminho da vida. E, se você se decepcionou com algo que viu ou vivenciou neste contexto, isso não é novidade. Onde estiver um ser humano, aí haverá imperfeição, porque todo ser humano é quebrado e precisa ser restaurado por Deus.

Quem sabe sua decepção foi com as promessas que fizeram para você, em nome de Deus. Mas, será que você entende que há promessas que Deus mesmo nunca fez? Por exemplo, Deus nunca disse que não passaríamos por aflições. Pelo contrário, Jesus disse que no mundo teríamos aflições. Temos aflições, não porque estamos em pecado, por falta de fé ou por estarmos fora da vontade de Deus - mas, simplesmente, por estarmos no planeta Terra. Deus disse que este mundo tem cardos e espinhos. Mas, Ele está conosco, em meio a tudo e apesar de tudo.

Fico impressionado como as pessoas tem esquecido que o objetivo de Deus ao enviar Seu Filho ao mundo foi nos trazer de volta para um relacionamento com Ele. Mas, muitas pessoas, vêem a fé como um meio para chegarem a um fim pessoal. É aí que muita gente se chama cristã, mas é tão consumista e materialista como qualquer pessoa que nunca ouviu falar do amor de Jesus. Tudo na fé delas é para conseguir bens materiais. No fundo, elas estão tentando provar algo para si mesmas e para os outros. Só que não percebem a tolice que estão cometendo. Porque nós só precisamos ser quem Deus nos criou para ser.

A igreja não é lugar de cobranças, culpas, pressões, juízos ou de provarmos nada para Deus, para nós mesmos ou para os outros. É uma comunhão de vida e graça. Só isso. Pelo menos, foi assim que Jesus mostrou que deveria ser. É só ler os Evangelhos. E a fé não é para exibirmos nossos testemunhos, como se Deus precisasse de nosso marketing e propaganda (lembra de como Jesus agia em relação a isto?); mas significa que escolhemos confiar em Deus e andar com Ele, em meio a tudo e apesar de tudo. Seja nos pastos verdejantes ou no vale da sombra da morte, sabemos que Ele está conosco. Ele pode operar milagres, mas o maior milagre de todos é podermos conhecê-lo e provar Seu amor em nossas vidas. Ele provou Seu amor por nós, no fato que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.

Meu convite é que você abra o coração para Jesus, o Deus que se fez homem por amor a você e a mim. Este Deus que é um Pai cego de amor por nós. Aquele Pai que nem mesmo espera o filho se desculpar, mas já corre para abraçá-lo e restaurá-lo à sua comunhão. Se posso usar as palavras de uma pregação que fiz: A festa é sua! Você vai aceitar o convite? Que tal fazer isto, agora mesmo? Aí mesmo, onde você está. Fale com Ele. Ele quer ouvir você, muito mais que você possa imaginar. Deixe que as palavras brotem da sinceridade e honestidade do seu coração.

Deus não é culpado daquilo que fazem ou falam em Seu nome. Ele é quem é. O Ser mais maravilhoso, lindo, fantástico, puro, justo, amoroso, misericordioso, compassivo, fiel e verdadeiro que existe. Se quer conhecê-lo, procure-o em Jesus. Leia os Evangelhos com o coração aberto. E frequente um lugar onde você sinta que as pessoas são sinceras e que querem apenas seguir a Jesus, com simplicidade e sinceridade, e nada mais.

Bom, espero que estas palavras ajudem você a encontrar o Caminho.

Paz em Jesus,

Pr. Paulo Cardoso

Enviar para um amigo | Versão para impressão | Voltar |  Recomendar