Pesquisa
.: Home
.: Contato
.: Mensagens para ler
.: Mensagens em Áudio
.: Textos de outros
.: Ouça online
.: Links interessantes
.: Aconselhamento
.: English version
.: Pesquisa
.: Recomende
Aconselhamento
Enviar para um amigo | Versão para impressão | Voltar |  Recomendar
Estou doente e pensando em terminar com a vida
Encontro com a Vida

Você não é a primeira pessoa que conheço que foi diagnosticada com prolapso da válvula mitral. Na verdade, conheço várias. Os médicos dizem que é um problema congênito, ou seja, que a pessoa nasce com ele.
 
Antes de tudo, quero que saiba que em momento algum estou julgando você ou o que você está sentindo. Você é humana, é gente e é normal passar por momentos assim. Cada pessoa reage de uma forma. Então, não interprete nada como cobrança, pressão ou julgamento, porque esta não é a intenção. A intenção é apenas ajudar.
 
Sei que qualquer problema envolvendo o coração é algo que traz um certo medo, mas não há razão para pânico e muito menos para alimentar pensamentos de morte. Veja que o medo de morrer pode ser tão forte que até desistimos de viver. Mas, já percebeu que não faz sentido? Se queremos viver, por que vamos desistir da vida?
 
Quando estamos com medo, de alguma forma, estamos acreditando em alguma coisa, que, normalmente, não é verdadeira e nem está na mesma proporção do que está nos acontecendo e que começa a afetar o modo como nos sentimos e nos comportamos. Daí que o que faz toda a diferença não é o que nos acontece, o que as pessoas nos fazem ou as notícias que as pessoas nos trazem, mas o modo como escolhemos entendê-las, enxergá-las, administrá-las e lidar com elas. Quanto mais nós lutamos com o que não aceitamos, mais aflitos e angustiados ficamos e mais nos sentimos mal.
 
Você já parou para pensar que uma doença é só uma doença? E, de acordo com o seu médico, não há nem mesmo razão para você se preocupar com este prolapso. A verdade é que há pessoas passam a vida toda com isto, muitas sem nem mesmo saber que tem este problema.
 
Você disse que está com dor. Já contou isto para o seu médico? O que ele lhe disse? Será que não é resultado da ansiedade e do medo. Quando estamos ansiosos, é normal engolirmos muito ar o que produz muitos gases na parte superior do nosso corpo. Daí que é muito comum pessoas com ansiedade sentirem dores na região do tórax, quando isto não passa de gases que precisam ser expelidos (o famoso "ar preso"). É claro que deve-se conversar com o médico cardiologista e quem sabe fazer um ecocardiograma ( se é que você já não fez ).  
 
Não sou médico e nem quero falar como um, mas, conversando com as pessoas e lendo sobre o assunto, tenho percebido que algumas vezes o que dispara isto na pessoa é o estresse. Não o prolapso (porque a pessoa nasceu com ele), mas o incômodo que ele passa a provocar. A pessoa nasce com ele e não sente nada, durante anos e anos, mas uma situação de estresse, depressão ou ansiedade começa a nos trazer o desconforto.
 
A questão é que você precisa assumir os seus pensamentos. O salmista escreveu, certa vez: "os meus pensamentos me perturbam". Quando começamos a pensar de um modo negativo, todo o nosso organismo responde de acordo com o que estamos pensando. Alguns especialistas chamam isto de a "síndrome do enfrentamento e fuga". Porque a pessoa sente-se, ainda que, inconscientemente, ameaçada, e todo o seu corpo, comandado por seu cérebro, se prepara ou para enfrentar e lutar contra a ameaça ou para fugir dela. Tudo no corpo, desde a pulsação, os músculos, a concentração de sangue, as substâncias químicas que são liberadas na corrente sanguínea se mobiliza em função daquele medo ou ansiedade.
 
Você pode ter um problema, mas este problema é só um problema - não é o fim de sua vida. Não é razoável pensar em morrer por causa disto. A vida é um presente de Deus. Cada dia é um presente de Deus. E Ele ama você de um modo com a sua mente jamais poderá compreender. A prova disto não é ter uma saúde à prova de enfermidades ou doenças - mas, o fato que Deus se fez homem, em Jesus, e deu a Sua vida por nós no alto daquela cruz. Jesus morreu para você viver - faça algo com isto. Ele ama você e nada pode separar você deste imenso amor. Leia Romanos 8:18-39 e 2 Coríntios 4:7-9.
 
Se você não aceita este prolapso é porque quer viver, não é mesmo? Então, como pode falar em tirar sua própria vida, por não aceitar estar passando por este momento difícil? Percebe que não faz nenhum sentido? Rejeite esta idéia porque sua vida tem um valor enorme. Você foi criada à imagem e semelhança do próprio Deus. Você tem dentro de si mesma a imagem de Deus.
 
Sei que você está triste e angustiada, mas entregue suas emoções a Deus e assuma, de volta, o controle dos seus pensamentos. A Palavra de Deus diz que tudo que é verdadeiro, honesto, justo, puro, amável, de boa fama, que tenha virtude ou que possa ser louvado, seja isto que ocupe o nosso pensamento. Porque aquilo que pensamos influencia o modo como nos sentimos e o modo como nos comportamos. Aquilo em que acreditamos como verdade faz toda a diferença.
 
Deus ainda existe. Ele está no trono do Universo. Ele tem todo o controle em Suas mãos. Sua vida não acabou. Esta não é a pior coisa que poderia acontecer a você. Pode ser desagradável, incômoda, ruim - mas não é a pior de todas e nem o fim de sua vida e história. Você ainda tem muita vida para viver. Apenas tem que aprender a administrar os seus momentos. Paulo escreveu que tinha aprendido a se adaptar a toda e qualquer situação, fosse de honra ou desonra, de abundância ou de pobreza - e completou, dizendo: "posso todas as coisas naquele que me fortalece". E ele estava falando de Jesus, porque o poder dEle se aperfeiçoa na nossa fraqueza.
 
O que você está atravessando é um momento. É uma tempestade. E só significa que você é humana e está no planeta Terra. Muitas outras pessoas passam por isto. Muitas estão passando pelo mesmo problema, neste exato momento. Mas, Deus nunca deixou você e nem vai abandonar você.
 
Calebe foi um companheiro de Moisés, o homem que Deus usou para tirar o povo de Israel da escravidão na terra do Egito. Por causa da incredulidade do seu povo, Calebe teve que caminhar em círculos no deserto, durante quarenta anos, quando estava a apenas treze dias de entrar na terra da promessa que Deus lhe havia dado.
 
Ele poderia ter escolhido odiar aquelas pessoas o resto daqueles quarenta anos. Poderia ter escolhido se revoltar contra aquele deserto durante os quarenta anos em que caminhou nele. E ele teria se tornado em uma pessoa amarga, doente na alma e incapaz de desfrutar do que Deus tinha para ele;
 
Só que, pela graça de Deus, ao invés de se atracar com o deserto e lutar com ele, até perder as forças e morrer de angústia - ele escolheu que caminharia um dia de cada vez, confiando que o deserto não era para sempre e que Deus estava com ele mesmo naquela situação difícil. Foi assim que ele sobreviveu ao deserto: mantendo a esperança. Sabendo que o que resolve não é lutar contra a vida, mas aprender a adaptar-se a ela e a vivê-la, da melhor maneira possível, contando com a graça e o favor de Deus em nossas vidas.
 
Há pessoas, agora mesmo, passando por sofrimentos iguais e diferentes dos que você está experimentando, por todo o mundo. São seus irmãos e irmãos em Cristo. Eles não são menos amados por Deus por causa disto, da mesma forma que você não é menos amada por causa disto. Na verdade, há um salmo que diz: "de mim te aproximaste, no dia em que te invoquei e dissestes: não tenhas medo".
 
É claro que você deve procurar o médico e fazer os exames que forem necessários, mas não olhe para isto como você está olhando. Jesus disse que se os nossos olhos forem bons, todo o nosso corpo terá luz. Ou seja, se eu escolher olhar com os olhos do bem e da bondade, eu vou aprender que não há nada e ninguém que possa me separar do grande e extraordinário amor de Deus por nós. A cruz é a prova disto. E esta é, sem dúvida, a forma mais sadia de se viver. O mundo pode não ser justo, mas, ainda assim, Deus continua sendo bom.
 
Deus estava em Cristo reconciliando com Ele, você e eu - na verdade, todos os homens. Jesus é Deus feito homem. Ele cancelou a dívida que era nossa e perdoou todos os nossos pecados. Não só isto, Ele desarmou os principados e potestades e os expôs ao desprezo, triunfando sobre todos eles, na cruz. Por sua morte, diz a Bíblia, ele destruiu aquele que tinha o poder da morte, para colocar em liberdade, aqueles que, por medo da morte, estavam prisioneiros por toda a vida.
 
Lembre-se que o Deus que Jesus nos revelou, é Aquele que nós podemos chamar de Pai, ou Aba Pai (paizinho). Fale com Ele. Desabafe com Ele. E escolha confiar e descansar no amor dEle por você. Cuide de sua saúde, mas sabendo que há um que cuida de você. Ele é um Pai cuja bondade não tem fim. Escolha colocar em Jesus a sua confiança e dependência. Entenda que nada que recebemos de Deus é por merecimento ou esforço humano - tudo é por Sua graça. Tudo é por Seu favor que nenhum de nós merece, mereceu ou jamais merecerá. Tudo é por causa do que Jesus fez na cruz e na ressurreição em nosso lugar. Tudo é fruto do Seu imenso amor que vai além de todo o entendimento. Então, descanse neste amor de Deus.
 
Pare e pense se não há nada além acontecendo com você, como, por exemplo, uma situação de estresse, ansiedade ou algo assim. Se estiver acontecendo, procure tratar isto, também.
 
Comece a prestar atenção naquilo que você fala com você mesma. Porque, o fato, é que a pessoa com quem nós mais conversamos, o dia inteiro, somos nós mesmos. O que você tem dito para si mesma, ultimamente? Ou, o que você disse para si mesma, a vida toda? Você está se encorajando ou se enchendo de medo e angústia?
 
Pare e fale com você mesma como o salmista, no Salmo 42: "Por que você está assim, minha alma? Por que você está assim tão perturbada dentro de mim? Ponha a sua esperança em Deus. Ele é o seu auxílio e Salvador".
 
Você não está sem proteção, porque a sua proteção é Jesus e não uma igreja. Jesus é o Seu abrigo, refúgio e a rocha onde você pode firmar a sua confiança. Ele ama você!
 
Se puder, procure o livro: "Fale a verdade consigo mesmo" de William Backus, da Editora Betânia. Acho que faria muito bem a você ler este livro.
 
Vamos estar orando por sua saúde. Deus nunca nos deixa e nem nos desampara.

Pr. Paulo Cardoso
Enviar para um amigo | Versão para impressão | Voltar |  Recomendar