Pesquisa
.: Home
.: Contato
.: Mensagens para ler
.: Mensagens em Áudio
.: Textos de outros
.: Ouça online
.: Links interessantes
.: Aconselhamento
.: English version
.: Pesquisa
.: Recomende
Aconselhamento
Enviar para um amigo | Versão para impressão | Voltar |  Recomendar
Estou sofrendo muito com depressão...
Encontro com a Vida

Obrigado por escrever.

Sei que é difícil passar por um momento assim, mas não culpe por isto. Você é humana, é gente, é normal e isto tem cura e vai passar.

Você sabia que agora mesmo há milhões de brasileiros sentindo os mesmos sintomas que você? E eu estou falando apenas de brasileiros, mas este é um problema comum em todo o mundo. E a maioria das pessoas nem sabe o que está acontecendo com elas. Há pessoas de todas as idades passando por isto agora mesmo. Porque isto é algo que acontece com seres humanos, sejam eles cristãos ou não.

Estar com depressão é como estar com qualquer outra doença. Você se sente culpada por estar com dor de cabeça? É só uma doença. Há tratamento e há cura e não há nada de errado, espiritualmente, com você, por estar passando por isto.

O importante é que você saiba que existe cura, que é só um momento, que vai passar, que não há razão alguma para se culpar, condenar, cobrar, pressionar ou desesperar. É claro que é difícil, mas não é o fim. É só uma coisa humana. Elias passou por isto. Jonas também. Moisés se sentiu assim em um determinado momento. Davi também. Asafe experimentou isto. Outros salmistas também. Você ainda vai olhar para trás e lembrar o que aconteceu e a partir daí ajudar muitas outras pessoas.

Você pode estar procurando um médico neurologista ou um médico psiquiatra ou até mesmo um médico ortomolecular. Eu não sei se você usa a rede médica pública, um plano de saúde ou a rede particular. Mas há médicos destas especialidades em toda parte.

Agora, por favor, não tenha medo da palavra psiquiatra, porque é só uma especialidade médica como qualquer outra. As pessoas é que têm preconceitos com isto por pura falta de informação e esclarecimento. Um psicólogo também pode ajudar você. Mas procure um médico, seja ele um neurologista, um psiquiatra ou até um ortomolecular.

Também procure se alimentar, descansar, beber água, caminhar, se distrair, ver e ouvir coisas para você rir, fazer coisas que você goste. Não se isole e nem se entregue ao "quarto escuro", por maior que seja a vontade que você sinta. Não fique remoendo situações que já passaram. Não fique trazendo aquilo de volta à sua mente. A vida não acabou. Você está viva. Deus existe. Escolha pensar em outras coisas. Procure encher a sua mente com pensamentos bons e que ajudem você a ver as coisas de uma forma mais tranquila, sadia, boa e que faça bem ao seu interior. Não tenha medo de sentir medo. Não tenha medo do que está sentindo. Eu sei que parece quase impossível, mas, pouco a pouco, vá trabalhando a sua mente para pensar de uma forma mais sadia.

Você não está abandonada. Você não está sozinha. Isto não é o fim do mundo. Não é a pior coisa que poderia acontecer a você. É ruim, é desagradável, é incômodo, é chato, mas não é o fim. Deus é Seu Paizinho. Ele ama você muito mais do que você possa imaginar. Ele não abandonou você. Ele não vai deixar você. Ele não está decepcionado com você. E Ele vai ser forte por você. Ele vai caminhar todo este caminho ao seu lado, sem cobranças e sem culpas.

Uma sugestão para você é ler os Salmos, bem devagar. Um pouco de cada vez. Pensando, calmamente, no que está lendo. Falando com Deus sobre o que está lendo. Marcando os textos que falem mais com você. Mas isto sem pressões. Sem cobranças. Sem obrigações.
Nada de ficar se cobrando fé ou melhoras imediatas. Seja paciente com você mesma. Seja sua amiga. Seja compreensiva com você mesma. Faça o bem a si mesma. Respeite seus limites. 

Um livro muito bom que você poderia ler é "Fale a verdade consigo mesmo" de William Backus, da Editora Betânia. Você pode encontrá-lo na livraria Betânia, no centro do Rio de Janeiro, na Rua Primeiro de Março, em frente ao arsenal de Marinha ou mesmo pela internet. É um livro muito bom e que fala sobre este assunto.

Procure um médico e lembre-se que isto vai passar. Se não sentir confiança no primeiro médico que for, procure outro. Mas procure. E como escreveu uma vez Caio Fábio: "depressão quer ser esquecida". Ou seja, vá ao médico e tome os medicamentos que forem necessários, mas procure colocar a sua atenção em outras coisas e não na depressão. Nunca esqueça que Deus é aquele que consola os abatidos. Então, fale com Ele. Peça a Ele que ajude você a enxergar as coisas de uma nova maneira. E continue a viver, um dia de cada vez, um dia por vez, sem se pressionar ou culpar.

Estamos orando por você.

Isto vai passar!

Paulo Cardoso
Enviar para um amigo | Versão para impressão | Voltar |  Recomendar